segunda-feira, 11 de julho de 2016

O POÇO



O POÇO

A vós, que me cingistes com a insígnia de poeta,
digo com clara e nítida voz:
- Sou um poço.

Poetas sois vós, que cavais ao meu redor.
De mim, apenas a promessa do veio cristalino.
Que ainda jorra manso, goteja, a bem dizer.

Poetas sois vós,
espíritos cavadores de profundezas,
amigos da alma, joalheiros do céu.

De mim, a promessa do poço,
tratado, limpo e cuidado,
onde se poderá saciar a sede de futuras gerações.

A vós, que cavais com tal bondade esta cisterna
e revestis com o vosso mel minhas paredes internas,
dedico os poemas da posteridade. 

Carmen Regina*


quinta-feira, 7 de julho de 2016

AMADO MESTRE




Amado Mestre

Abre-se este dia ao sabor da Tua Poesia.
Afasto as cortinas o tempo e contemplo
a nudez dos Teus versos.
Alongo os braços e toco 
as vestes  deste poema tão Vosso.


Todavia, apenas relo, apenas o apalpo
como pássaro tocando nuvem,
colibri beijando aura de flor.

Abro este dia com Vossas ternas palavras.
Filha do fogo, do éter e da ternura transbordo,
águas salgadas cercando a ilha de mel
onde nasce o riacho mínimo que sou.

Sintam-se Vossos pés beijados

pelo poema criança, 
que se levanta no jardim da infância 
para ouvir o e terno som da Tua flauta
sob as macieiras do Éden.

Carmen Regina*




sexta-feira, 1 de julho de 2016

POEMA FORTE



Um poema forte,
preciso,
como o vento 
que açoita as magnólias,
e levanta a minha alma
para ver 
a lança 
que atravessa a noite,
rasga o peito do poeta, 
tornando-o 
uma caixa de jóias 
de onde a Poesia retira
delicadamente 
um verso de esperança 
para o amigo da alma.


*Carmen Regina


quarta-feira, 22 de junho de 2016

Como as árvores



Somos como as árvores, 
Juntamos folhas e flores nas ramas.
Um belo dia o outono vem
e seca-nos, indiferente.
Folhas e flores e frutos caem.
Vão ao chão nossas fátuas chamas. 
Entretanto, ficam as sementes.


Ó Terra das delícias
a ser cultivada com amor
e adubada com carícias...
Mas, ah, vive-se distraído,
o sono que não se sabe nos separa,
o medo colado às células nos fragiliza,
Ficamos vulneráveis.


E o presente nos é roubado.
Esquecidos da nós deixamos escapar
a  joia preciosa do instante,
aquela da coroa do rei...

As cigarras gritam na noite escura:
- Despertai poetas, despertai, despertai...

No inverno despertarei...?

Carmen Regina*

Quem sou?


Na plenitude do meu olho que vê
assentam-se a calma e a serenidade.
Contemplo-me...
Quem sou?

Paro e penso-me...

“ - Sou o que em versos me busca,
E nas estrofes me desvela.
Sou o que me procura
no poema que me inventa...”

Sinto-me.

Sou eu buscando-me em cada verso,
sou eu mesma desvelando-me em estrofes,
é a mim que vivo procurando

e em cada poesia, tua, minha, me encontrando.

Carmen Regina*

(imagem do Google)



sábado, 7 de maio de 2016

O que me é Ser de Esquerda ...




Nosso coração ocupa todo o lado esquerdo do peito.
Quando falamos, naturalmente é assim: 
-Eu e o meu país...
-O nosso povo, a nossa gente  ...

Na votação do Golpe notei  deputados que abriam 
seus discursos tipo assim:
 -Eu e minha família -Minha filha -minha avó -minha égua pocotó...

Esquerda  ativada, pensamos fraterno, incluímos
todo mundo, valorizamos cada grão de areia 
à beira dos nossos mares, 
adoramos saber notícias boas sobre o Brasil 
e sobre nossos governantes,
os programas sociais, obras sendo inauguradas e entregues,
a água chegando ao sertão, aquela belezura que é a Transposição,  
pobres, pretos e índios gozando sua cidadania, frequentando
as universidades,  
isto  nos emociona,

A energia que disso tudo emana é compartilhada em todo o planeta,
uma vez que, guiados pelo coração, os iguais se atraem e se fortalecem.

O Mestre dos Mestres e o Papa Chico são de esquerda, Leonardo Boff, Dom Helder Câmara, Mandela, Neruda, Ghandi, Lula, Mujica, Chico Buarque, Karl Marx, Maiakovski, a UNE, a CUT, 
Fidel, o MTST, os professores,  ...   e por aí vai o rol infinito 
do que me toca o coração.

To nessa vibe e me sinto bem, mesmo quando choro diante das InJustiças 
eu nunca me sinto só.
O longo caminho percorreremos juntos mas,
neste instante, 
pára tudo, quero abraçar o mundo.





domingo, 24 de abril de 2016

O anel não será de vidro...

imagem: pensoloonge.blogspot.com

PEDI O FIM DAS CHUVAS*

Pedi o fim das chuvas,
E já me chegas com o Sol.
Ah, como me toca o teu exagero!
Traz também um arco-íris
De ouro e jade,
Traz-me potinhos do teu bom.
Faz chover, amor...
O vale sonha com inundação. 
Faz, e vem.
E então, calmamente, 
Nos sentaremos à mesa de Platão
E Eros nos dará a maçã e o anel.
Depois, bem depois, quando o musgo
estiver verdinho, as bromélias florescendo,
tu me trarás o segundo sol.
E a terra será o céu.

*Carmen Dias




Calmamente, nos sentaremos à mesa de Platão e Eros nos dará a maçã.
E o anel que ele colocará em nossos dedos não será de vidro... e não se desmanchará como um castelo à beira do a
mar.

quarta-feira, 19 de agosto de 2015

PALHAÇOS*






















PALHAÇOS*
O sistema movimenta os fios. 
O palhaço brinca de transgredir-lhe os movimentos.
O sistema ri, e a gente faz de conta que acha graça.


E assim somos,
sem que percebam que estamos sendo algo
além de marionetes, 
felizes, e mais nada,
crianças, bebendo da fonte do amor,
e irrigando a vida inteira 
com a mesma água abençoada.


Bravo! Bravo! Bravo!
O Palhaço jamais envelhece!
Ponto para a alma! 
Ponto para a sua perspicácia!


Palhaços! 
Ah, o orgulho que sinto em mim!
Nós, Palhaços amigos,
descobridores da Terra do Sem fim,
escrevemos belos poemas 
com a falácia do sistema.



*Carmen Regina
fotos da pg de Leonides Tico Quadra

terça-feira, 18 de agosto de 2015

Meditação






*Meditação


A gota de orvalho espreguiça-se 
sobre a pétala...
Portas se abrem à meditação.

OMMMMM

Um grito jaz, preso  na garganta 
da poesia:
clarão, fulgência, vislumbre da eternidade.

Zzzzzzzzzzz.. 


... São precisos 1 herói, 12 titãs e a mão de deus 
para reunir o rebanho...
E uma abelha, tão somente, para dispersá-lo.

Cantares de CarminaReginae*


Face a face - Tagore em O Coração de Deus



Governante de minha vida, 
devo ficar a cada instante
face a face com Você?

Governante de todos os mundos, 
devo ficar reverentemente
face a face com Você?

Sob Seu amplo céu, 
com o coração humilde em solidão e silêncio,
devo ficar face a face com Você?

Nesse Seu mundo de lutas, tumultuado pelo esforço e labor,
por entre multidões apressadas, 
devo ficar face a face com Você?

E, quando minha obra neste mundo se acabar,
Governante dos governantes, solitário e mudo,
devo ficar face a face com Você?



- Poemas de Rabindranath Tagore – O Coração de Deus
  Escolhidos e editados por Herbert F. Vetter
  Ediouro.