domingo, 3 de agosto de 2008

Meu anjo me inventa...


Meu anjo me inventa

Meu anjo veste a túnica da coragem
E brilha como o sol.
Diante de mim sua nudez resplandece...
Fecho os olhos ...
E sua imagem permanece em minhas retinas...




Meu anjo irradia a beleza do belo,
A doçura das colméias,
O doce aroma que os beijaflores aspiram,
Espalham pelo ar...
E perfumam os sonhos das meninas...

Um anjo assim não sei inventar.
Sutil como organza de finíssima seda,
Delicado como pétalas de papoula.,
Sua voz é uma deliciosa melodia
Suas palavras soam como a mais perfeita poesia.

Meu anjo...
Tudo o que eu mais queria
Para amanhecer e anoitecer em paz,
Um anjo guerreiro, anjo brincalhão...
Ele me guarda em suas asas, guardo ele em meu coração.

carmen

4 comentários:

Awmergin, o Bardo disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Awmergin, o Bardo disse...

Eu vim a este mundo, enviado por Deus, desde a Hoste a que pertenço, para estar contigo. Pois, humanos e anjos também se amam.
Abro minhas asas e nelas te protejo. Contudo, o que mais desejo é fazer-te voar até meu palácio, lá, onde as estrelas luzem argênteas e áureas.
Vem, voa comigo...

Sandra disse...

Adorei seu blog, estarei sempre por aqui pra dar uma espiadinha.. rsrs
Bjos...

Sergio Bittencourt disse...

Inteiramente despida e pura, com filetes de paixão e charme:
"O doce aroma que os beijaflores aspiram,
Espalham pelo ar...
E perfumam os sonhos das meninas..."