terça-feira, 5 de abril de 2011

o carbono sorriu...

3 comentários:

taio disse...

superb

Suzana Martins disse...

Lindo!!!!

Borboletas que se escondem entre asas..

Beijos

Van disse...

confiante na eternidade?
Tempo não existe

Ler seus poemas é abastecer, puro combustível, pura sensibilidade e beleza

Beijos Carmen