domingo, 8 de março de 2009

De cima...


[Image]
Imagem by Gilbert Willians


Do alto


Observo:
É tudo junto,
Nada está separado.
Pelo a pelo, pelo a rama,
Rama a pedra, a bichos
A rios e mares profundos.

Do alto vejo:
Cai do céu
Um xale luminescente
Cobrindo os ombros do mundo,
E todos sonhos das gentes.

Do cume das partículas enxergo:
Somos todos um
E a luminescência
que nos mantém unidos
É a luz do reino da essência.



carmen

2 comentários:

José Heitor Santiago disse...

Não consigo decifrar,
Mas (pre)sinto a mensagem
Como se a tivesse escrito
Ou em alguma vez, escutado.

Abraços poema,

jhs

Dolores Quintão Jardim disse...

Fica fácil,imaginar o que a poeta,quis transmitir!

Puro êxtase!