quarta-feira, 10 de junho de 2009

Diva...



Diva




Deusa, divindade, deidade, amor supremo...
A teus pés dobram-se todos os poemas.
São para ti os cânticos de todos os poetas.
São para ti minhas palavras ralas, 
É para ti meu louvor,
Em teus ouvidos sopro os meus versos de amor.
Teus cabelos voam à brisa de milhões de anelos,
E em teu colo deitam-se os tesouros do coração.
Poesia escorre, qual chuva de prata, por tuas mãos
E as mais belas rimas ardem em tuas pupilas .
De ti espero apenas o olhar amoroso ao amanhecer,
E os uivos da loba ao anoitecer.
Na madrugada, nada...
Além do canto inebriante

da sereia...



carmen

4 comentários:

Dolores Quintão Jardim disse...

"Diva"

A carmen!

Ela é uma "Diva"

She-Ra Diva disse...

Estilo Diva assim... todas as poesias e poetas aos seus pés..
adorei muito toda essa parte ;)

José Heitor Santiago disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
José Heitor Santiago disse...

Diva! Belíssimo!

Aqui, o poeta continua sem inspiração.




Abraços poema,


jhs