sábado, 7 de junho de 2008

...


Finda o dia
Passarinho no ninho
Eu sem poesia

Já amanheceu
E tu te multiplicas
Clareias o céu

Brilho estelar
O mar, úmida tela
Já te revela

Ondas te tragam
Lançam-se na areia
Tu permaneces

Tua lembrança
me incendeia
teu calor enternece

Carmen Regina Dias
imagem by Google

Um comentário:

Sergio Bittencourt disse...

Se algum dia te encontrar sem poesia, não te reconhecerei. Seria como querer separar de Deus o amor.