segunda-feira, 30 de junho de 2008

voar...


Acordei ouvindo o mar.
Vento leste na janela,
Ronco de navio,

Maresia...
Lembrei meus amores tantos...
E teu rosto de brisa sorriu!

Tomei uma xícara de poesia
E fui.
Voei num mar de gaivotas.


carmen

imagem: site fotográfico Olhares aeiou

4 comentários:

Sergio Bittencourt disse...

"Tomei uma xícara de poesia
E fui.
Voei num mar de gaivotas."

Ainda existem seres que sabrem fruir do inimaginável, caminham por onde só o espírito do poeta vai"

Sergio Bittencourt disse...

retificando: "sabem".


Carmen Maravilha, faz mais uma pra gente ver.

Sergio Bittencourt disse...

Vou me embriagar com apenas uma xícara deste produto. Hum! já stou bebum. O líquido virou um mar. O ar virou gaivota...vou voar.

ProfessorNelsonMS disse...

Carmen

Suave e belo.

Parabéns pelo poema.

Abraços.

Nelson