quarta-feira, 14 de maio de 2008

cantinho...


A noite é uma criança sem sono.

Nada consegue fazê-la dormir...pelo jeito vai varar a madrugada...

[de que adianta os grilos cantarem assim?]

Ela não dorme, se vira, revira, chora...

Mas eu, cãozinho sem dono, sou descolado

saio procurando um lugar quentinho

e encontro o aconchego desse jardim, [bem do teu lado...].

Delicada essa relva, macia, perfumada, [de onde virá tão sublime aroma?]

E já vou marcando esse lugar;

Jardim não tem dono, e, se tiver,venho pé por pé na calada da noite,

me arrasto pela grama, fecho os olhos e, que o manto da noite

desça sobre mim,

todo bordado de luas e estrelas, ou não,

[e também pode ser que você venha ver as estrelas, o luar...]

Tão bom sonhar...


...Carmen Regina Dias

Um comentário:

Percy disse...

Gostei. Bem limpo, fotos bonitas, texto bom. Ficou legal mesmo.
Parabéns
percy